O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Benfica

Jesus também não sabe se conta com Luisão em Stamford Bridge

03 abr, 2012

Capitão também está em dúvida. Benfica pode entrar em campo sem centrais, caso se confirme a ausência de Luisão. Jesus sustenta-se na sorte para falar no destino da eliminatória com o Chelsea.
Jesus também não sabe se conta com Luisão em Stamford Bridge
Jesus também não sabe se conta com Luisão em Stamford Bridge

Jogada de antecipação? Mero "bluff"? Ou realidade pura e dura? Sem Garay, Jardel e Miguel Vítor, Jorge Jesus também não sabe se poderá contar com Luisão no encontro da 2ª mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, frente ao Chelsea.

Nas palavras do próprio treinador do Benfica, a "incógnita" pode tornar-se numa dor de cabeça acrescida.

"Em relação aos meus centrais, estão todos lesionados. Não sabemos se o Luisão amanhã estará no jogo. É uma incógnita, neste momento. Vamos ver amanhã se conseguimos colocá-lo em campo. Não digo que será impossível, mas será muito difícil", afirmou Jesus, esta terça-feira, durante o lançamento da partida de Stamford Bridge.

Javi García e Emerson podem ser as soluções viáveis para suprir uma autêntica razia no eixo da defesa encarnada, mas o treinador não confirma qualquer cenário.

"Não temos nenhum central. O Javi García é uma solução, mas, tirando o Javi, o outro que jogar, vamos inventá-lo, vamos ter de inventar um central", reforçou.

"Capacidade" e "sorte" andam à roda em Londres
Ora, perante um contexto deveras conturbado, Jorge Jesus continua a manter a confiança intacta no apuramento do Benfica para as meias-finais da Champions.

"O Chelsea está em vantagem por causa do golo na primeira mão. Agora, se nós tivermos a sorte que o Chelsea teve em Lisboa também somos vencedores. A eliminatória não está decidida. Temos valor para fazer o nosso trabalho e ganhar o jogo. Vamos discutir a eliminatória. Com a sorte do Chelsea também saímos vencedores", atirou, completando com um dado estatístico que evidencia a boa forma dos seus jogadores fora de portas.

"Nós temos feito sempre golos fora. Sabemos que tem qualidade individual e coletiva para superar o Chelsea. Não temos outra possibilidade e temos de marcar golos para passar a eliminatória. Queremos começar por igualar o jogo logo nos primeiros 45 minutos", completou.