O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Ouvir Emissão
Acabou de Tocar BILLY JOEL - THE RIVER OF DREAMS Acabou de Tocar

Últimas NotíciasMundial 2014PortoSportingBenficaFutebol NacionalFutebol InternacionalModalidadesClubePortugalEspecial de CorridaEspeciaisPodcast

Benfica

Jesus também não sabe se conta com Luisão em Stamford Bridge

Jorge Jesus não sabe se conta com Luisão em Stamford Bridge

  • Áudio Jorge Jesus e Bruno César projectam Chelsea-Benfica. Reportagem de Carlos Dias, enviado-especial da Renascença a Londres

Capitão também está em dúvida. Benfica pode entrar em campo sem centrais, caso se confirme a ausência de Luisão. Jesus sustenta-se na sorte para falar no destino da eliminatória com o Chelsea.
03-04-2012 18:51

Jogada de antecipação? Mero "bluff"? Ou realidade pura e dura? Sem Garay, Jardel e Miguel Vítor, Jorge Jesus também não sabe se poderá contar com Luisão no encontro da 2ª mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, frente ao Chelsea.

Nas palavras do próprio treinador do Benfica, a "incógnita" pode tornar-se numa dor de cabeça acrescida.

"Em relação aos meus centrais, estão todos lesionados. Não sabemos se o Luisão amanhã estará no jogo. É uma incógnita, neste momento. Vamos ver amanhã se conseguimos colocá-lo em campo. Não digo que será impossível, mas será muito difícil", afirmou Jesus, esta terça-feira, durante o lançamento da partida de Stamford Bridge.

Javi García e Emerson podem ser as soluções viáveis para suprir uma autêntica razia no eixo da defesa encarnada, mas o treinador não confirma qualquer cenário.

"Não temos nenhum central. O Javi García é uma solução, mas, tirando o Javi, o outro que jogar, vamos inventá-lo, vamos ter de inventar um central", reforçou.

"Capacidade" e "sorte" andam à roda em Londres
Ora, perante um contexto deveras conturbado, Jorge Jesus continua a manter a confiança intacta no apuramento do Benfica para as meias-finais da Champions.

"O Chelsea está em vantagem por causa do golo na primeira mão. Agora, se nós tivermos a sorte que o Chelsea teve em Lisboa também somos vencedores. A eliminatória não está decidida. Temos valor para fazer o nosso trabalho e ganhar o jogo. Vamos discutir a eliminatória. Com a sorte do Chelsea também saímos vencedores", atirou, completando com um dado estatístico que evidencia a boa forma dos seus jogadores fora de portas.

"Nós temos feito sempre golos fora. Sabemos que tem qualidade individual e coletiva para superar o Chelsea. Não temos outra possibilidade e temos de marcar golos para passar a eliminatória. Queremos começar por igualar o jogo logo nos primeiros 45 minutos", completou.

PARTILHAR

  • PUB

Deixe aqui o seu comentário relativo a este artigo. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.

Tem 1500 caracteres disponíveis

Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.


Entrar Renascença V+
Músicas do Mundo junta israelitas e palestinianos em tempo de guerra



INFORMAÇÃO      BOLA BRANCA      PROGRAMAÇÃO      MÚSICA      MULTIMÉDIA      OPINIÃO