O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Sporting sai em defesa de Shikabala

04 set, 2014

Comunicado emitido pela SAD leonina, cerca de 24 horas depois da entrevista de Paulo Faria a Bola Branca. Sporting "repudia" declarações do representante do avançado egípcio, em Portugal.
Sporting sai em defesa de Shikabala
A SAD do Sporting reagiu, esta quinta-feira, através de comunicado, às declarações proferidas por Paulo Faria, representante de Shikabala, em Portugal.

Em entrevista a Bola Branca, na tarde de terça-feira, o agente madeirense teceu duras críticas às atitudes do avançado egípcio, que terá recusado um empréstimo ao Xanthi, da Grécia e que terá provocado o incidente consigo registado em Alexandria, no início de Agosto.

Os leões vêm, agora, "repudiar" as afirmações de Paulo Faria, sustentando que o avançado de 28 anos "tem cumprido até ao momento com as suas obrigações com o clube de forma profissional".

"Relativamente ao episódio que reteve o atleta na recente deslocação ao Egipto, por falta de um documento das autoridades locais que lhe permitisse viajar, o mesmo encontra-se em processo de averiguações por parte da Sporting SAD", acrescenta o comunicado.

Por fim, "a Sporting SAD espera que as declarações em causa não se tratem de uma manobra de desestabilização do atleta que incitem o mesmo a tomar alguma atitude que desvirtue o seu comportamento, até ao momento, com o Sporting ou, no sentido de forçar a sua saída, criando condições favoráveis para o suposto representante do atleta, num eventual negócio envolvendo o jogador".

Leia, em baixo, o comunicado emitido pela SAD do Sporting, na íntegra.


"A Sporting SAD vem repudiar as declarações do suposto representante em Portugal do jogador Shikabala, Paulo Faria, proferidas a 3 de Setembro ao programa Bola Branca, da Rádio Renascença. Shikabala é atleta do Sporting e tem cumprido até ao momento com as suas obrigações com o Clube de forma profissional. 

Relativamente ao episódio que reteve o atleta na recente deslocação ao Egipto, por falta de um documento das autoridades locais que lhe permitisse viajar, o mesmo encontra-se em processo de averiguações por parte da Sporting SAD.

A Sporting SAD espera que as declarações em causa não se tratem de uma manobra de desestabilização do atleta que incitem o mesmo a tomar alguma atitude que desvirtue o seu comportamento, até ao momento, com o Sporting ou, no sentido de forçar a sua saída, criando condições favoráveis para o suposto representante do atleta, num eventual negócio envolvendo o jogador".