O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Bruno de Carvalho

"Reforço de peso" do Benfica chama-se "nomeações"

19 mar, 2014

Entrevista exclusiva do presidente do Sporting a Bola Branca. Bruno de Carvalho reage às declarações de Luís Filipe Vieira e revela conversa telefónica mantida com o presidente do Benfica. Saiba tudo.
"Reforço de peso" do Benfica chama-se "nomeações"
Bruno de Carvalho reagiu, esta quarta-feira, às declarações proferidas por Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, em matéria de arbitragem e da classificação virtual do campeonato, apresentada na segunda-feira pelo Sporting.

Revelando, em entrevista exclusiva a Bola Branca, o teor de um telefonema mantido com o líder encarnado, o presidente do Sporting não tem reservas em dar conta, na sua opinião, de qual foi o "reforço de peso" das águias para esta temporada.

"Quando ele me falava de jogadores que custaram dezenas de milhões de euros, muitos dos quais que não jogam, que não são convocados, que jogam na equipa 'B' e outros que são emprestados, de repente verificou que após fazer esse investimento todo, teve um reforço de peso, que foi um jogador chamado nomeações. Com falta de senso", disse Bruno de Carvalho a Luís Filipe Vieira.

Ora, ontem, o presidente do Benfica ironizou com as queixas do Sporting, dizendo que os encarnados já possuem pontos suficientes  para conseguir a manutenção na Primeira Liga.

Bruno de Carvalho diz que o líder do campeonato fala de "peito feito" por ter mais sete pontos que os leões, devido a erros de arbitragem e revela que, numa recente chamada telefónica mantida com Vieira, lhe terá dito que o título português está entregue, esta época, ao Benfica.

"Se estivesse à frente do campeonato com sete pontos a mais perante erros graves que prejudicaram o Sporting, também estaria de peito feito a ganhar aos meus adversários por três e quatro golos e a dizer que teria uma equipa muito forte. O telefonema terminou comigo a dizer-lhe [a Luís Filipe Vieira] que não estivesse tão preocupado porque o título já está entregue há muito tempo", completa.