O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

Ferrari anseia por "melhores notícias" sobre Schumacher

30 dez, 2013

Escuderia na qual o alemão mais se distinguiu emite comunicado de apoio. Brasileiros Rubens Barrichello e Felipe Massa rezam por "Schumi".
A Ferrari, equipa ao serviço da qual Michael Schumacher registou a maior parte dos títulos conquistados na Fórmula 1, emitiu um comunicado, esta sexta-feira, expressando total solidariedade para com o antigo piloto, que se encontra em estado muito grave, depois de ter sofrido um acidente de esqui.

De acordo com a nota divulgada pela construtora italiana, o director desportivo, Stefano Domenicali, e o presidente da equipa, Luca di Montezemolo, estão "em constante contacto com a família e amigos próximos do campeão mundial", demonstrando "esperança de ter o mais rápido possível melhores notícias" sobre o caso clínico de "Schumi".

Barrichello e Massa a "rezar" por Schumacher
Os pilotos brasileiros Rubens Barrichello, da Mercedes e Felipe Massa, da Ferrari, emitiram já mensagens de apoio a Michael Schumacher.

Através da rede social Twitter, o primeiro, ex-colega do alemão na Ferrari, publicou uma foto na qual aparece abraçado a Schumacher. "O que importa na vida é lembrar os bons tempos e as boas risadas. Estou a rezar por ti", escreveu Barrichello.

"Estou a rezar para Deus te proteger, irmão! E que tenhas uma rápida recuperação Michael", postou Massa, por seu turno, na página pessoal do Twitter.

O antigo piloto, de 44 anos, sete vezes campeão do mundo de Fórmula 1, sofreu domingo um acidente enquanto esquiava, estância de Meribel, nos Alpes franceses.

O alemão encontrava-se fora do perímetro da pista, tendo, após uma queda, embatido com a cabeça numa rocha. Testemunhas dizem que Schumacher ainda esteve consciente alguns momentos, mas revelava um comportamento errático.

De acordo com a última actualização do boletim clínico, Michael Schumacher encontra-se em estado considerado crítico e com prognóstico reservado.