O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias. De segunda a sexta às 05h40, 14h30 e 21h10 com reposição ao fim-de-semana.
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Misofonia - 24/11/2017
O Mundo em Três Dimensões - Misofonia - 24/11/2017
O Mundo em Três Dimensões

Irrita-se quando ouve alguém mastigar? Pode ser misofónico

24 nov, 2017 • André Rodrigues , Paulo Teixeira (sonorização)


Misofonia é uma hipersensibilidade auditiva para sons que outras pessoas acham perfeitamente normais. Investigadores da Universidade de Newcastle desmontam a tese segundo a qual a misofonia é sinónimo de loucura.

Se toda a mastigação o leva a uma irritabilidade quase incontrolável, é bem possível que sofra de misofonia. É o termo técnico para a intolerância a sons que a generalidade das pessoas considera perfeitamente banais.

Um grupo de investigadores da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, diz ter encontrado a explicação e sugerem que os sons de gente a comer ou a beber desencadeiam uma reacção exacerbada no córtex insular anterior, que é a zona do cérebro que processa as emoções.

Mas há uma tese, eventualmente mais rebuscada, que diz que, no caso de um misofónico, este córtex insular anterior está ligado de maneira diferente com a amígdala e com o hipocampo, que são as áreas que se activam na memória de experiências passadas. Más experiências, bem entendido.

A pesquisa envolveu 200 pessoas com misofonia. E a percepção dos primeiros sintomas do distúrbio nesta pequena amostra aconteceu em média aos 12 anos de idade.

Para uma pesquisa mais apertada, os neurocientistas da Universidade de Newcastle mediram a actividade cerebral de 42 voluntários. Misofónicos e não misofónicos.

Foi-lhes sugerida a audição de uma vasta gama de ruídos. Dos neutros - como o som da chuva a cair - aos indesejados, como o choro de uma criança e lá para o meio os insuportáveis... gente a mastigar, a beber e a respirar.

Quando expostos a estes ruídos, os sofredores de misofonia apresentaram uma actividade cerebral que desencadeou reacções de irritação e ansiedade.

Não existe um número propriamente exacto de misofónicos, porque o diagnóstico do problema é ainda recente.

Mas o que este estudo da Universidade de Newcastle pretende demonstrar é que as alterações da actividade do cérebro devem constituir uma oportunidade para os mais cépticos, até os da comunidade científica, de que este é, efectivamente, um problema.

E que deve ser tratado como tal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alexandre Mota
    30 nov, 2017 Belém 15:35
    A Associação Virtual Brasileira de Misofonia – AVBM em parceria com o Instituto Ganz Sanchez promoveram, esse ano, a primeira edição da Campanha do Dia Nacional da Conscientização sobre a Misofonia no dia 12/11, dentro do Novembro Laranja. O evento foi um marco na divulgação da Misofonia. Para mais informações acesse nosso Site, Canal do Youtube e a página no Facebook http://www.misofonia.org https://www.youtube.com/c/TVMisofonia https://www.facebook.com/avbmorg
  • Jose
    24 nov, 2017 Lagos 17:06
    Mastigar em publico com a boca aberta , a fazer barulho, é uma grande falta de educação e irrita quase toda a gente ! "...... a menos que seja uma vaca a mastigar.
  • Antonio
    24 nov, 2017 Portugal 16:50
    Olha que giro. Estamos sempre a aprender. Descobri agora mesmo que sou misofónico. Ao mesmo tempo dá-me vontade de rir, porque afinal tenho um problema como toda a gente. Sou misofónico! Já ganhei o dia. A sério. Quando ouço os outros a mastigar dá-me vontade de perder a cabeça e ofende-los... mas não digam nada a ninguém porque ninguém sabe. Bom fim de semana.
  • Misofonico
    24 nov, 2017 16:37
    Honestamente, começarem um video sobre misofonia, com barulhos de pessoas a mastigar, é gozar com as pessoas. Não passei dos primeiros segundos.
  • Vigia Coelhos
    24 nov, 2017 Lisboa 16:34
    Eu devo ser misofónico. Cada vez que ouço um paf perco as estribeiras!
  • RUGA
    24 nov, 2017 lISBOA 15:53
    Mastigar com a boca aberta?? é falta de educação?? ou doença?