O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Nota de Abertura
A+ / A-

​Semana dos Seminários

13 nov, 2017 • Opinião de Nota de Abertura


O que a Igreja pede em concreto, e a propósito desta semana, é pouco palpável e exige o dom da Fé: oração. Até o pedido vai contra a corrente do nosso tempo…

A Igreja Católica Portuguesa iniciou ontem dia 12 de Novembro, a Semana dos Seminários. Pode-se considerar um acontecimento ad intra, virada para uma realidade comunitária e eclesial.

No entanto, um olhar menos superficial, pode levar-nos a descobrir que no século XXI, apesar de toda a pressão mediática sobre a vida da Igreja, apesar de todos os escândalos, apesar de tantas diferenças, algumas quase abismais, entre tantos que professam a mesma Fé, o apelo à vida consagrada continua a acontecer.

O tempo dos seminários sombrios e traumatizantes ficou para trás, como ficaram tantas outras realidades da nossa história. E de norte a sul de Portugal, encontramos gente nova e saudável, para quem faz sentido entregar plenamente, a vida a Deus, sabendo que será gasta ao serviço dos outros.

Vidas gastas tantas vezes, no maior anonimato, em bairros pobres, em paróquias desconhecidas, em escolas, em hospitais, em terras de missão.

O que a Igreja pede em concreto, e a propósito desta semana, é pouco palpável e exige o dom da Fé: oração. Até o pedido vai contra a corrente do nosso tempo…

Mas o que ninguém pode negar é a seriedade com que muitos continuam a encarar o desafio de entrar no Seminário, porque encontraram Deus no seu caminho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.