O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

O bolo e a cereja

13 set, 2017 • Opinião de Ribeiro Cristovão


No Dragão, o FCPorto dispõe da possibilidade de contribuir para o reforço do futebol português no "ranking" da UEFA.

Jorge Jesus, treinador do Sporting, dizia ontem, na Grécia, após a excelente vitória dos leões frente ao Olympiacos, que para ter sido um desfecho perfeito faltou a cereja no topo do bolo.

Referia-se o" mister" à espectacular primeira parte do jogo de Arenas e da vantagem inquestionável, quiçá pouco amplificada, em confronto com o segundo tempo do jogo, e do adormecimento da equipa leonina que permitiu ao adversário, perto do fim, obter dois golos em dois minutos, retirando assim algum brilho ao êxito alcançado.

Já no caso do estádio da Luz, em jogo que o Benfica perdeu de forma algo surpreendente, aconteceu exactamente o contrário. Isto é, houve cereja –um golo que pareceu abrir caminho para uma vitória- mas faltou o bolo, o que deixou a sobremesa muito desequilibrada.

Os leões estraçalharam por completo a formação do Pireu nos primeiros 45 minutos.

Estratégia bem concebida e bem interpretada pelos jogadores, abrindo enormes espaços na defesa contrária e fazendo do contra ataque uma arma letal.

Fica por se saber quais as razões que levam uma equipa em confortável vantagem, tal como já acontecera com o Estoril e o Feirense, a ceder nos minutos finais colocando deste modo em transe a plateia que lhe é afecta.

O Benfica está a sofrer as consequências da má programação da temporada, o que, aliás, já foi visível noutros desafios neste começo de época.

A defesa abana, a sua consistência deixa cada vez mais dúvidas, há muito trabalho pela frente para conseguir emendar erros que se têm revelado devastadores.

Hoje, no Dragão, o FCPorto dispõe da possibilidade de contribuir para o reforço do futebol português no "ranking" da UEFA.

Todos ficamos à espera de um bom resultado dos portistas, se possível acompanhado de uma exibição a condizer.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ricardo MArtins
    13 set, 2017 Lisboa 17:54
    Isto lá fora pia mais fino não há missas , não há padres e nem o bruxo a quem pagam 300 mil euros ano ajuda uma chatice !!!
  • De Cabeça
    13 set, 2017 lisboa 10:40
    Já deu para perceber que após o Eliseu, o VAR, a conversa agora é o contributo do Benfica para o Ranking da UEFA. Pois o Benfica é a equipa mais bem colocada nesse Ranking (8º) e tem todo o direito a contribuir com ZERO pontos. Já outros, vizinhos de estrada, que ocupam o modesto 54º lugar, tentem ganhar muito para apagar a vergonha que tem sido a sua prestação europeia e até nacional nestes últimos 30 anos.