O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Nota de Abertura
A+ / A-

Uma reflexão necessária

05 set, 2017 • Opinião de Nota de Abertura


As máquinas de guerra e respectivos fornecedores fazem contas. E as pessoas concretas? E os projectos e os sonhos de Deus para os coreanos, do Norte e do Sul, para os japoneses e para os outros povos da região?
EUA dizem "basta" à Coreia do Norte. Rússia apela ao mundo para "não se render às emoções"
EUA dizem "basta" à Coreia do Norte. Rússia apela ao mundo para "não se render às emoções"

O mundo assiste a um extremar de relações entre EUA e a Coreia do Norte.

As provocações do lado de Pyongyang intensificam-se a cada dia que passa, levando a diplomacia americana a afirmar nas Nações Unidas, símbolo institucional da valorização da paz no mundo, que a Coreia do Norte está a pedir guerra.

E, mais uma vez, tomam o primeiro lugar das preocupações de muitos, a reacção das bolsas de valores, os comportamentos dos mercados e até a eterna e sempre presente questão do petróleo… As máquinas de guerra e respectivos fornecedores fazem contas.

E as pessoas concretas? E os projectos e os sonhos de Deus para os coreanos, do Norte e do Sul, para os japoneses e para os outros povos da região?

Não podemos nem devemos ser conquistados pela globalização da indiferença, porque todos somos chamados a contrariar a narrativa do ódio e a construir a Paz , diz-nos o Papa Francisco.

A questão que hoje se coloca é clara: podemos continuar a assistir a estes graves acontecimentos com a mesma indiferença com que hoje lidamos com a questão dos refugiados, dos atentados terroristas ou até mesmo dos incêndios? Basta mudar de canal, de site ou virar a página para nos sentirmos imunes, isentos de qualquer reflexão, livres do sofrimento e da partilha, que a verdadeira solidariedade implica?

Ou podemos tomar a decisão de falar, de questionar, de reflectir sobre a realidade? Podemos tomar a decisão de não ficarmos indiferentes, de contrariar as escaladas do ódio e de participar na construção da Paz. Podemos, mas temos de o querer.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.