O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Selecção Nacional

José Fonte: "Se quisermos depender de nós próprios, temos de ganhar"

05 jun, 2017


Central português assegura que Portugal enfrentará o jogo com a Letónia, esta sexta-feira, com mentalidade vencedora e está ansioso por dar as boas-vindas a Ronaldo e Pepe, vencedores da Liga dos Campeões.

José Fonte só pensa em vencer a Letónia, esta sexta-feira, em Riga, em jogo da fase de qualificação para o Mundial 2018.

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, na Cidade do Futebol, o central lembrou que Portugal tem de vencer, para se manter a três pontos do líder do Grupo B de apuramento, a Suíça. "Se quisermos depender de nós próprios, temos de ganhar", declarou sem rodeios.

A Letónia é apenas a 122.ª classificada do "ranking" FIFA, mas José Fonte não espera facilidades. "O facto de serem uma selecção com ranking baixo não quer dizer nada", afirmou. "Hoje em dia, não há jogos fáceis. Basta um, dois, três, quatro jogadores não terem a atitude própria, que começa a complicar. Todos têm de estar focados no objectivo, que é ganhar", afirmou.

"Se pusermos em campo o que o mister pede e a nossa qualidade, teremos muito mais probabilidades de ganhar. Temos de abordar o jogo de maneira séria", sublinhou o defesa do West Ham, que aproveitou para deixar uma mensagem positiva: "Acredito que vamos conseguir a vitória".

José Fonte não acredita que esta selecção seja dada a distracções ou arrogância. "Desde que Fernando Santos entrou na selecção, a nossa atitude tem sido muito boa. Esperamos mais dificuldades que com Chipre, esperamos um jogo muito difícil. Queremos entrar fortes. Queremos ganhar. Vamos preparar-nos bem durante a semana para chegar lá e ter a atitude correcta".

Apesar da aproximação da Taça das Confederações, Fonte garantiu que os jogadores só pensam no apuramento para o Campeonato do Mundo. "Conversas há sempre, mas o foco total é na Letónia, é nesse que temos de estar 120 por cento concentrados e temos de fazer a nossa preparação para esse jogo, de forma a estarmos preparados e vencer", frisou.

Uma derrota complicaria as contas portuguesas do apuramento, mas o internacional português nem quer pensar nisso. "Nem estamos a pensar (numa derrota com a Letónia), mas é óbvio que complicaria bastante. Mas temos é de pensar em como vamos ganhar o jogo. Depois logo se vê", reforçou.

Pepe e Cristiano Ronaldo estão prestes a juntar-se à concentração da selecção nacional, com nova Champions acabada de conquistar. Para José Fonte, isso é uma mais-valia. "Vamos receber bem os vencedores da Champions, estamos todos muito felizes por eles. É mais um grande troféu que eles ganham. Vêm cheios de moral e alegria, o que é bom para nós", referiu.

"Vindo de mais um troféu, é óbvio que (Cristiano Ronaldo) vem cheio de vontade, alegria e um espírito muito melhor do que se tivesse perdido. Esperamos por ele e queremos todos que ele se junte a nós, para estarmos completos e focarmo-nos neste jogo com a Letónia", destacou José Fonte.

Quanto a Pepe, que jogou menos que o habitual esta época, devido a lesão e a estar de saída do Real Madrid, Fonte valorizou a falta de minutos. "A mim parece-me que vai ser bom para o Pepe não ter feito tantos jogos. Ele é um jogador experiente e estes dias connosco vai ajudar à preparação, mas não penso que vá influenciar o seu jogo", opinou.

Com a chegada de Pepe, só deverá sobrar um lugar no eixo da defesa para Fonte, Luís Neto e Bruno Alves, mas o central do West Ham recusou tornar a vaga uma competição. "Eu estou aqui para ajudar. Não sou o mais forte nem o mais fraco, sou mais um aqui para ajudar. Como eu estão o Pepe, o Bruno e o Neto, grandes centrais de nível mundial", sublinhou.

Para José Fonte, ter vários jogadores de grande qualidade para cada posição é uma mais-valia. "Sem dúvida, é um bom problema para o mister ter tantos jogadores de qualidade. É bom ter estes grandes jogadores, somos sortudos por ter este grande leque de talentos", regozijou.

Portugal defronta a Letónia esta sexta-feira, 9 de Junho, em Riga, capital daquele país. Depois desse jogo, a selecção nacional viaja para a Rússia, para disputar a Taça das Confederações, que se realiza entre 17 de Junho e 2 de Julho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.