O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Economia das Coisas
O que não sabe, mas vai gostar de saber sobre Economia. Segundas-feiras às 9h40 e 17h40 (reposição)
A+ / A-
Arquivo
Economia das Coisas - Quanto vale um migrante? - 05/06/2017
Economia das Coisas - Quanto vale um migrante? - 05/06/2017
Economia das coisas

Quanto vale um migrante?

05 jun, 2017 • Paulo Ribeiro Pinto


Nos últimos 10 anos os migrantes foram responsáveis por um aumento de 70% da força de trabalho na Europa e 47% nos Estados Unidos.

As migrações fazem bem à economia? Philippe Legrain, economista da London School of Economics e antigo conselheiro de Durão Barroso na Comissão Europeia, ajuda a fazer as contas.

Pode enviar críticas e sugestões para paulo.pinto@rr.pt

Quanto vale um migrante?
Quanto vale um migrante?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel
    06 jun, 2017 Lisboa 11:36
    Estou de acordo com o Jose
  • É isto aí
    06 jun, 2017 dooutrolado 10:58
    Excelente comentário José! A verdade é que as consequências são muitas e muito negativas. Há muita hipocrisia disfarçada de bondade em muita gente, que fala muito mas é para os seus interesses, nem que para isso vejam os outros de rastos.
  • José
    06 jun, 2017 Portugal 08:14
    Existe um grupo de pessoas , umas com boas intenções outras com intenções mais dissimuladas e sinistras , que andam por aí a "vender" a ideia de que temos de receber imigrantes seja em que numero for . Para transmitirem esta ideia recorrem aos mais falaciosos argumentos, esquecendo outros que contrariam a sua ideia e como todos os bons democratas (estou a ser irónico) acusam outros de racismo , egoísmo e tudo mais quando estão contra as suas ideias. Muito se poderia argumentar e debater sobre este assunto no entanto deixo aqui só dois pontos sobre este assunto e com isso justifico a razão pela qual sou contra um influxo exagerado de imigração e saliento "EXAGERADO". 1 - Dos grandes defensores da imigração estão grandes grupos económicos , a razão dada para este apoio á aceitação de imigração em massa ? problemas demográficos na Europa , mas na verdade existe desemprego na Europa , existe desemprego em Portugal , nos países Europeus da bacia do mediterrâneo o desemprego jovem ultrapassa os 20% ; Na realidade o que querem é mão de obra "quase" escrava, pagando salários mínimos e substituindo mão de obra local por imigrantes como já acontece na nossa agricultura. 2 - Existem ainda os "bons moralistas" , aqueles que não tendo objectivo financeiro visível , apoiam a vinda em massa de imigrantes , acontece que esta gente não pensa nas consequenciais que são visíveis da entrada de milhões de pessoas de outro ambiente cultural diferente dos nossos povos .