O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Renascença Reportagem
O espaço de reportagem da Renascença. Terça depois das 12h
A+ / A-
Arquivo
Reportagem - Fátima na Bielorrússia. Uma chama que a URSS não apagou - 09/05/2017 - Aura Miguel e Joana Bourgard
Reportagem - Fátima na Bielorrússia. Uma chama que a URSS não apagou - 09/05/2017 - Aura Miguel e Joana Bourgard
Reportagem

Fátima na Bielorrússia. Uma chama que a URSS não apagou

10 mai, 2017


Durante a URSS, os cristãos bielorrussos viram as igrejas serem fechadas e o culto público proibido. Fátima deu-lhes esperança – uma chama que vive. A devoção dos bielorrusos por Nossa Senhora de Fátima leva-os, em ano de centenário das aparições, a peregrinar pelo país.

Esta reportagem é a versão rádio de um webdocumentário, disponível aqui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.