A+ / A-

Bloco reafirma posição contra venda do Novo Banco

01 abr, 2017


Catarina Martins insiste em levar o caso ao Parlamento.

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, insiste que é um erro a venda do Novo Banco ao fundo americano Lone Star.

“Foi uma entrega gratuita”, diz a líder bloquista, que reafirma que esta solução cria “problemas acrescidos ao erário público e aos contribuintes” e causa também dificuldades sensíveis no quadro da maioria parlamentar.

O Bloco tem insistido que o assunto da venda do Novo Banco deve passar pelo Parlamento, embora não tenha adiantado ainda de que forma.

Catarina Martins falou num encontro nacional sobre trabalho, em Lisboa, que tinha como mote "Deestroikar as relações laborais".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • mara
    02 abr, 2017 Portugal 18:05
    Um Amigo ao fim da tarde do vinte e cinco disse-me: vai acontecer isto, isto, já estava preocupada desde a manhã, mas mais preocupada fiquei...segundo sabia ele conhecia muito bem alguns desses tipos...brinquei com o caso, respondeu: não estarei cá para ver, mas a amiguinha vai dar-me razão, morreu no final dos anos oitenta com quase cem lúcidos anos, desde 74 todos os dias digo tinha muita razão, Portugal a "Ditosa Pátria que tais filhos tem..." como cantou Camões, perdeu o rumo, ao perder a noção do seu grande lema: "Deus, Pátria e Família" com as lavagens cerebrais que lhe foram feitas, com Grândolas vilas morenas e eles comem tudo, que diria Zeca Afonso se cá voltasse? Contaram-me que numa mercearia do Ribatejo uma senhora após ouvir a notícia da saída do Almirante Tenreiro entrou a gritar eufórica: " já estamos livres dos cães grandes, o Tenreiro foi-se embora, agora vamos ter o peixe mais barato...Outra respondeu-lhe: o pior é que os cães grandes já tinham a barriga cheia, não lhes cabia mais nada dentro, agora os cães pequenos estão esfaimados comem tudo nada vai sobrar. Já se foi o dinheiro, o ouro do Salazar, bancos, têm dividas sem fim, afinal para onde caminha Portugal, se Camões cá voltasse como cantaria os actuais heróis?
  • KATRINA POPULISTA
    02 abr, 2017 Lx 15:32
    Oh kamarada Katrina...Acho que o banco foi dado e arregaçado mas não vejo as esganiçadas do BE a dizer nada...Hiporcrisia, mentira, populismo barato do grupelho fascizóide do BE apenas...
  • aref
    02 abr, 2017 almada 13:37
    O Novo Banco não foi vendido, foi dado....
  • ac
    02 abr, 2017 lx 12:22
    Mas que credibilidade têm este BE? Quando Mortágua diz que aumentar o deficite é bom para o país, está tudo dito sobre irresponsabilidade e falta de credibilidade deste grupelho levado ao colo por toda a comunicação social
  • CÍNICA POPULISTA
    01 abr, 2017 Lx 23:06
    Uma hipócrita esta mulher...uma populista com sede de poder e de ir ao pote.As pessoas já perceberam que a mesma é um logro. Criticou a decisão e agora "engolea" toda com se fosse papa da farinha amparo. Uma cínica.
  • Paulo M Costa
    01 abr, 2017 S. joão da madeira 21:10
    Ó Catarina !!! Eu também gostava mais de uma solução que resolvesse de vez esta "bandalheira" da banca... mas quando as coisas não são feitas na altura certa, o resultado é tardio e resolve-se da melhor forma possível. Mas por favor, menos populismo, também o há de esquerda, e mais pragmatismo ! Não podemos ter tudo à nossa medida, era bom !