A+ / A-
visita do Papa a Portugal

Ruas decoradas para receber o Papa

04 mai, 2010


A uma semana da chegada a Portugal, a Igreja portuguesa continua a mobilizar-se e intensifica-se a campanha de boas-vindas.

A "Campanha Multimeios" entra hoje numa nova fase, com a distribuição, logo à noite, de novos outdoors, pendões e telas gigantes. O objectivo é dinamizar e decorar Lisboa e arredores para a recepção a Bento XVI.

Esta noite começam a ser enfeitadas todas as ruas por onde Bento XVI vai passar, como indica o padre Mário Rui Pedras. São mais de mil pendões que vão estar ao longo de 12 quilómetros.

A mensagem a passar será simples e directa. Frases como “Bem-vindo Santo Padre”, "Obrigado Santo Padre”, em alemão, português e italiano, são alguns exemplos.

Na última semana já tinham sido distribuídos cartazes de rua a informar, por exemplo, a hora e o local da Missa em Lisboa. Haverá agora outros, mais interpeladores, protagonizados por nove pessoas católicas.

A organização também espera que os católicos enfeitem as suas janelas com os estandartes da visita do Papa.

O Padre Mário Rui Pedras, da comissão organizadora da missa do Papa em Lisboa, acredita numa mobilização forte dos portugueses para esta visita, apesar das cerimónias serem transmitidas pela televisão.

Por seu lado, em Lisboa, o presidente da Câmara da capital garantiu hoje que a cidade e particularmente o Terreiro do Paço estão prontos para a chegada do Papa.

"Está tudo preparado. O Terreiro do Paço já está com as obras concluídas, como tinha sido previsto, e vamos receber em todo o esplendor Sua Santidade",
declarou António Costa, em Bruxelas, onde participou num encontro de autarcas europeus, no Parlamento Europeu.
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.