O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Outro campeonato

10 mar, 2017 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Benfica e Futebol Clube do Porto continuam de olhos postos no primeiro lugar.

Volta hoje o campeonato da primeira Liga quando estamos a dez jornadas do final.

Benfica e Futebol Clube do Porto continuam de olhos postos no primeiro lugar, e assim voltará a ser por estes dias, protagonizando um campeonato visto sob perspectivas diferentes dos demais competidores dado que apenas esta dupla pode, nesta altura e com toda a lógica, aspirar chegar ao fim na dianteira.

A diferença pontual do Sporting para os seus dois mais directos rivais, doze e onze pontos, não lhe permite aspirar a mais do que aguentar o terceiro lugar que agora ocupa tendo em mente a sempre desejável presença na Liga dos Campeões, ainda que submetido a escrutínio antes de pode chegar à fase de grupos da competição milionária.

Os dragões são os primeiros a voltar à liça para defrontar em Arouca a equipa local que já passou por melhores dias.

Tendo perdido os últimos três jogos e, claramente, também alguma qualidade em relação ao passado não muito distante, os arouquenses não vão entrar logo à noite no estádio que conhecem melhor do que ninguém, na condição de favoritos.

Daí que, mesmo sem poder contar com alguns dos seus jogadores mais influentes, a equipa comandada por NES tem condições de sobra para poder voltar à liderança, ainda que à condição, mercê daquela que poderá ser a sua nona vitória consecutiva.

O Benfica vai ter esperar até segunda-feira para então receber no estádio da Luz o rival lisboeta que mora para os lados de Belém, e que por esta altura navega num autêntico mar da tranquilidade. O nono lugar e os 32 pontos que lhe correspondem, permitem aos azuis não ter necessidade de encarar este derby como se de uma final se tratasse. A previsível tranquilidade da equipa pode, por isso, vir a constituir-se como um trunfo importante do emblema da Cruz de Cristo para assim poder causar calafrios aos anfitriões.

Veremos também, daqui por quatro dias, que eventuais estragos poderá ter provocado no Benfica o embate de Dortmund e as consequências daí decorrentes.

O Sporting vai a Tondela. Mas, por razões compreensíveis, esta deslocação, que no passado seria um acontecimento relevante, não merece desta feita os grandes títulos de primeira página.

Claro que os leões são favoritos, mas apenas se não repetirem erros vistos em tempos recentes, especialmente na jornada anterior frente ao Vitória de Guimarães.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.