O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-
Ribeiro Cristóvão

Continuar a história

08 mar, 2017 • Ribeiro Cristóvão • Opinião de Ribeiro Cristovão


Os nervos fazem-se sentir esta quarta-feira. Na Alemanha, não deverão faltar dificuldades ao Benfica.

Real Madrid e Bayern de Munique já assentaram arraiais nos quartos-de-final da Liga dos Campeões Europeus, nos quais há ainda seis vagas por preencher.

Nos jogos desta quarta-feira, Borússia de Dortmund e Benfica, Barcelona e Paris Saint-Germain decidirão entre si quem fará companhia aos dois vencedores de terça-feira.

Para os desafios da noite de ontem havia dois favoritos, mercê das cifras alcançadas na primeira mão com vitórias robustas a abrir caminho para a qualificação.

Resguardados por uma vantagem de tomo, os alemães de Munique voltaram a dar, desta vez em Londres, uma verdadeira lição de bem jogar, reforçando a ideia de que estamos perante um sério candidato à vitória final em Cardiff.

Embora tendo partido de Madrid com uma diferença menos robusta, o Real também se perfilava como o mais provável ganhador da eliminatória. E a verdade é que, mesmo tendo estado a perder por 1-0, soube encostar os napolitanos às cordas e repetir o mesmo resultado do Santiago Barnabéu vai para 15 dias.

Hoje, voltam os nervos à flor da pele, tanto em Barcelona como em Dortmund. Enquanto os catalães ainda acreditam que vai ser possível a "remontada", mesmo tendo perdido na cidade luz por 4-0, o Benfica tem o cutelo à vista com sobejas razões para se manter em permanente estado de alerta.

Será conveniente recordar que, mesmo tendo vencido por 1-0 em Lisboa, ficaram à vista dificuldades que certamente subirão exponencialmente na cidade alemã, por todas as razões já amplamente dissecadas.

Daí que, para continuar a história, os jogadores do Benfica terão que fazer um forte apelo às suas capacidades, sem perderem a serenidade que se impõe em momentos difíceis como os que esperam os encarnados logo à noite.
Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Laurinda
    08 mar, 2017 Canelas de baixo 22:00
    Eu também acredito que o Dortmund com todos os jogadores disponíveis teria dado não 4 mas talvez 5 ou 6!! E então sr ribeiro cristovão este resultado é suficiente para envergonhar o futebol português? ou não?! Bem, sendo o benfica talvez o sr consiga tirar um coelho da sua cartola para minimizar esta estrondosa derrota!! Se pensarmos que o dortmund cá em lisboa, teve as oportunidades flagrantes que teve...se as tem concretizado...ai mãezinha!! Espero pela sua análise sr ribeiro cristovão!!
  • Marcus Simonini Ferr
    08 mar, 2017 Rio de Janeiro 16:13
    O Benfica, o maior de Portugal, tem capacidade técnica para superar a Muralha Amarela, e seus adeptos. M. Reus e R. Loureiro, lesionados, não estão confirmados para esta decisão. Eu acredito, eu acredito, e eu acredito! Carrega Benfica!