O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Heróis da Fruta - Vote nas suas músicas preferidas


Em Portugal, apenas uma em cada quatro crianças ingere a quantidade de fruta recomendada

Maçãs, pêras, bananas e laranjas são os heróis de uma alimentação saudável. Mas estes heróis não entram nas lancheiras de muitas crianças portuguesas.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que se ingiram pelo menos três porções de fruta por dia. Mas, no nosso país, apenas uma em cada quatro crianças ingere essa quantidade de fruta diariamente.

Em Portugal, o programa gratuito “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” foi pensado para educar para a saúde e motivar crianças e famílias a adoptar e manter hábitos saudáveis, através de um modelo pedagógico inovador desenhado para jardins de infância e escolas básicas do 1º ciclo.

Porque o consumo diário de fruta é um dos comportamentos mais importantes para uma alimentação saudável, a Renascença junta-se a esta iniciativa da APCOI - Associação Portuguesa Para o Combate à Obesidade Infantil – que desafiou várias escolas portuguesas a criarem os “hinos da fruta”. 480 escolas e mais de 53 mil alunos de todo o país aceitaram o desafio e estes hinos estão agora a votação.


Agora é hora de espalhar a magia da fruta e convidar as famílias a votar no seu hino da fruta preferido. Vote na sua música preferida em www.heroisdafruta.com ou através do número de telefone específico de cada escola.
Cada voto por telefone é um donativo para a «Missão 1 Quilo de Ajuda», através do qual a APCOI distribui cabazes de fruta semanais nas escolas para oferecer lanche aos alunos mais carenciados do país


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.