O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Ricardo Quaresma

Título mundial? O "mais importante" é chegar à Rússia

09 nov, 2016


Análise feita pelo veterano avançado de 33 anos, campeão da Europa por Portugal em França.

Ricardo Quaresma defende que a Selecção Nacional tem de pensar primeiro em chegar ao Mundial 2018 e só depois sonhar com o eventual título máximo do futebol.

"O mais importante é chegar ao Mundial 2018, concentrarmo-nos nesta fase e ganhar todos os jogos. É esse o nosso objetivo. Quando estivermos no Mundial, há tempo para pensar em ganhar e fazer o que fizemos no Europeu", afirmou o avançado do Besiktas, de 33 anos, esta quarta-feira, à margem da iniciativa promocional de uma marca desportiva, na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Quaresma lembrou o significado do triunfo no Euro 2016 e a importância de celebrar ao lado do amigo Ronaldo. "Sonhar todos sonhamos, realizar os sonhos é mais difícil. Mas, como o 'mister' Fernando Santos disse, passados 13 anos somos campeões pelo nosso país a jogarmos juntos. É um feito histórico e que nunca mais se esquecerá. Podemos ganhar muitos títulos pelo clube, mas pelo nosso país é algo especial", revelou, garantindo também que irá continuar a jogar apenas enquanto entender ter condições para se exibir ao mais alto nível.

"Enquanto me sentir bem e sentir que tenho força para ajudar o meu clube, continuarei a jogar. Quando sentir que não dá, acabo. Não me vou arrastar por nada nem ninguém", sentenciou Quaresma, que integra o estágio de preparação da equipa das quinas para o jogo com a Letónia, no Grupo B de qualificação para o Mundial 2018.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.