A+ / A-

Macron vs. Di Maio e os Coletes Amarelos. França convoca embaixador em Itália para consultas

07 fev, 2019 • Redação


Na quarta-feira, Paris já tinha acusado o vice do Governo italiano de "provocação inaceitável" por se ter encontrado com dirigentes do movimento francês.

O Governo francês decidiu esta quinta-feira retirar o seu embaixador de Itália face a uma crise diplomática entre os dois países, "sem precedentes desde o fim" da II Guerra Mundial, é apontado em comunicado.

O anúncio foi feito pelo ministro francês dos Negócios Estrangeiros, que acusou o Governo italiano de "ataques sem fundamento", "declarações ultrajantes" e "repetidas acusações", cita o jornal "Le Monde".

A decisão de França de retirar o representante diplomático de Roma acontece dois dias depois de Luigi Di Maio, vice-primeiro-ministro italiano e líder do partido "anti-sistema" MoVimento 5 Estrelas, ter viajado até Paris para se encontrar com dirigentes do movimento popular Coletes Amarelos.

Di Maio fez-se acompanhar do ex-deputado Alessandro Di Battisti, que integra o mesmo partido. Na quarta-feira, o Governo francês já tinha criticado Di Maio pela sua "provocação inaceitável".

"A última interferência é mais uma provocação inaceitável", referiu a porta-voz do MNE francês, Agnes von der Mühl, em comunicado. "[Itália] viola o respeito devido à escolha democrática, feita por um povo amigável e aliado. Viola o respeito que os governos democráticos e livremente eleitos devem ter entre si."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.