O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias. De segunda a sexta às 05h40, 14h30 e 21h10 com reposição ao fim-de-semana.
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Os dias na música - 10/09/2018
O Mundo em Três Dimensões - Os dias na música - 10/09/2018
O Mundo em Três Dimensões

Quantas vezes aparecem os dias da semana nos títulos das músicas?

10 set, 2018 • José Luís Moreira (sonorização)


Uma semana completa tem sete dias, mas há tantas músicas sobre os dias que era impossível não fazer este exercício.

Todos nós temos um dia preferido na semana, e é provável que esse dia esteja mais próximo de sexta-feira ou de sábado do que da segunda-feira. A menos que trabalhe aos fins de semana.

"Seis da manhã, estava eu a meio de um sonho" é a primeira frase da canção "Manic Monday", interpretada por Susanne Hoffs, a vocalista das Bangles. Um sucesso com 32 anos e que se torna atual todas as segundas-feiras. Quem é que nunca se sentiu assim quando o despertador nos despeja do vale dos lençóis para dar início a mais uma semana?

Mas esta ainda dá para animar um bocadinho, pelo menos é mais mexida. Assim como esta:

Está-se mesmo a ver: o trânsito matinal, o stress para chegar rápido ao trabalho e "Blue Monday", dos New Order (1983).

A contrastar, temos Jimmy Buffet com "Come Monday", lançada em 1974.

"Vem segunda-feira, vai tudo correr bem". Esta parece feita à medida para o período das seis da tarde de domingo em diante, naquela altura em que o fim de semana está mesmo a dar as últimas e só a ideia de mais uma semana prestes a começar deixa-nos assim meio combalidos. Mas não há volta a dar. "Vai tudo correr bem" ou pelo menos há que fazer por isso.

Mas para nos ajudar a fazer este exercício, recorremos à Music Lyrics Database, uma base de dados de letras de músicas que reúne mais de 220 mil canções de mais de 10 mil artistas.

Descobrimos que 87 canções são dedicadas à segunda-feira, 32 a terça-feira, 15 à quarta, 9 à quinta, 75 à sexta-feira.

Pode não ser consensual, mas esta é uma imagem de marca dos The Cure. Tem quase 47 milhões de visualizações no Youtube, cerca de 6 milhões de "dislikes" e 219 mil "likes". Ou seja, por cada polegar afirmativo, este clássico dos The Cure recebe quase mais de 26 mil dedinhos para baixo.

Seja como for, "Friday I’m in Love" percorre todos os dias da semana: "pouco importa se a segunda-feira é triste, a terça cinzenta e quarta também, quinta não quero saber de ti, na sexta-feira apaixono-me. Sábado espera, domingo chega sempre tarde demais", e por aí adiante até ao dia mais aguardado.

E depois há Rebecca Black e o seu "Friday".

Só pelo título, tinha tudo para ser daquelas músicas que apetece ouvir à entrada do fim de semana. Mas no Youtube, esta canção datada de 2011 conta mais de 125 milhões de visualizações e mais de 3 milhões de "dislikes".

Chegamos a sábado e encontramos 128 canções.

Aposto que não estava a pensar nesta, pois não? "10:15 Saturday Night", dos The Cure.

Entre 128 canções sobre sábado, 45 têm Saturday Night, algures no título: de Whigfield a Frank Sinatra, dos Kaiser Chiefs aos Suede, dos Eagles aos inevitáveis Bee Gees.

Chegamos a domingo e temos 160 canções. É o dia com mais títulos atribuídos em música.

Só mais uma curiosidade: David Bowie é o músico que mais títulos deu às suas canções com dias da semana. Só deixou as segundas e as quartas-feiras de fora.

De resto, há "Love you til Tuesday", "Thursday’s Child", "Friday on My Mind", "Drive-in Saturday" e este "Sunday", que pela sonoridade dá para perceber – ou pelo menos para especular - que, tal como muitos de nós, também Bowie se sentiria deprimido às segundas-feiras.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.