Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Há um clube novo

10 set, 2018 • Opinião de Ribeiro Cristovão


O novo presidente leonino vai, a partir de hoje, enfrentar uma tarefa ciclópica. A situação do clube não é fácil.

Chamados de novo para decidir o futuro do clube, os associados do Sporting Clube de Portugal responderam sem margem a suscitar quaisquer dúvidas. E por isso fica o registo da maior votação de sempre num ato que se traduziu em mais uma afirmação da vitalidade de um dos maiores clubes de Portugal.

E, não menos importante do que tudo isso, há também um registo para a forma ordeira como a assembleia decorreu, sem um único incidente, e com a aceitação dos resultados finais sem qualquer tipo de perturbação.

Venceu Frederico Varandas, por números que não deixam dúvidas, excedendo até as previsões que apontavam dois candidatos numa corrida a par, separados por números muito residuais.

O novo presidente leonino vai, a partir de hoje, enfrentar uma tarefa ciclópica. A situação do clube não é fácil e, em vários domínios, vai ter de se entregar a um trabalho profundo.

Mas a sua determinação ficou bem expressa na sua curta comunicação, ontem, na cerimónia de posse.

“Nasci Sporting, cresci Sporting, respiro Sporting, mas não sou dono do Sporting”. Eis uma bela síntese do que pode vir a ser todo um programa de governo, e que também atinge de forma subtil aquele que o antecedeu em funções e deixou o clube em estado deplorável, com fraturas que só o tempo vai poder ajudar a sarar.

Do que ficou à vista num fim-de-semana alucinante, a serenidade com que o a eleição decorreu e a aceitação sem azedumes dos resultados permitem perspetivar um futuro diferente em Alvalade.

É, pelo menos, o que pode extrair-se da afirmação final de Rogério Alves, ontem, no ato de posse dos novos dirigentes: “Há um vencedor, e alguém que não perdeu”.

João Benedito e os demais integrantes da corrida eleitoral já deixaram bem expressa a sua vontade de estar ao lado dos novos titulares escolhidos pelos sócios.

Um bom sinal de um caminho de paz que ainda há pouco tempo parecia impossível acontecer no Sporting.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 11 set, 2018 12:09
    Ha por ai quem comente que bruno de carvalho deixou o sporting na falencia"eu prefiro dizer eles"deixaram o sporting na falencia! Se o sporting esta na falido nao foi bruno de carvalho que roubou o dinheiro"segundo o que disse ana marques" no jornal rosa bruno carvalho esta sem dinheiro para se divorciar.
  • Ricardo
    11 set, 2018 Lisboa 11:58
    O Godinho Lopes 2.0 tomou posse uma pessoa que nem consegue dizer 5 palavras seguidas , no fundo o candidato promovido pela CS foi eleito . Para finalizar para quando uma crónica sobre o seu amigo e os casos de corrupção , ou só destila veneno contra BRUNO DE CARVALHO ? aguardemos sentados que é o melhor
  • 10 set, 2018 13:16
    Marques mendes tambem ja havia dito na sic"que o bruno de carvalho devia concorrer as eleicoes pra evitar no futuro outras coisas menos boas! Portanto se nao trabalharam com seriedade que se lixe o doutorzinho!
  • 10 set, 2018 13:09
    O socio bruno de carvalho nao votou! Portanto o presidente frederico varandas nao e valido!0 sporting so vai ter paz quando resolver as coisas democraticamente! A maioria silenciosa nao pode mandar sozinha!
  • mario
    10 set, 2018 lisboa 07:12
    Venceu Frederico Varandas, por números que não deixam dúvidas, pois claro que nao deixam e nao deixam porque as eleicoes no sporting sao uma fantochada o benedito teve mais socios a votar nele e nao ganhou logo aqui se ve a mentira destas eleicoes e a falta de democracia que ha no meu clube e voces comentadores sao os maiores culpados da violencia no futebol portugues