Em Nome da Lei
O direito e as nossas vidas em debate. Sábado às 12h, com repetição domingo às 0h
A+ / A-
Arquivo
Em Nome da Lei - Como vai a criminalidade em Portugal - 07/04/2018
Em Nome da Lei - Como vai a criminalidade em Portugal - 07/04/2018
Em Nome da Lei

Como vai a criminalidade em Portugal?

07 abr, 2018 • Marina Pimentel


O crime aumentou em Portugal no último ano, mas as formas mais graves e violentas desceram 8,3%, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna. Há quem questione estes dados.

O Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) inclui os indicadores de criminalidade registados por oito organizações de polícia criminal. Nesta edição do Em Nome da Lei, vamos analisar os resultados deste estudo sobre a criminalidade participada no nosso país – as principais conclusões e os critérios de classificação dos crimes praticados no último ano.

Até porque há quem considere que o relatório acaba por branquear a realidade pela forma como arruma os dados – por exemplo, pelo facto de não incluir parte das estatísticas dos crimes graves, como os assaltos de máquinas multibanco, que aumentaram 76% no último ano.

No debate participam a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, Helena Fazenda, a juíza do Tribunal da Relação de Guimarães, Maria Matos, o presidente doo Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT), António Nunes, e o presidente da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), Frederico Marques.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Anónimo
    07 abr, 2018 19:40
    Se por criminalidade se referem às acções de multinacionais como a Ryanair, então há demasiada criminalidade em Portugal.