O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Nota de Abertura
A+ / A-

​Celebrar S. José e o Papa Francisco

19 mar, 2018 • Opinião de Nota de Abertura


A Igreja celebra hoje a Solenidade de São José, dia escolhido pelo Papa Francisco para início do seu pontificado.

A Igreja celebra hoje a Solenidade de São José, dia escolhido pelo Papa Francisco para início do seu pontificado. Um pontificado ainda curto, passaram apenas cinco anos, mas tão cheio de acontecimentos, de palavras e gestos, que tudo o que se diga poderá parecer pouco e redutor. Talvez porque mais do que a eloquência dos discursos, o mundo precise da simplicidade das palavras. Mais do que a resolução das decisões, o mundo precise da compreensão das fragilidades. Mais do que a imposição das verdades, o mundo precisa de pressentir a Verdade.

O Papa Francisco afirma que a sua devoção por São José assenta no facto de ser um homem forte do silêncio. Aquele que sem palavras, cuida dos seus, cuida da Igreja e assim cuida da humanidade.

Num dia em que somos convidados a celebrar o dia do Pai, uma data, tão querida por todos, é bom podermos recuar à origem deste acontecimento e saber que a primeira razão de ser deste dia de festa, é a vida simples e discreta de um Pai, José, um verdadeiro homem de Deus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuela
    19 mar, 2018 Lisboa 14:39
    Hoje é dia de um Pai consagrado: São José! este dia, que aproveitamos todos também para lembrarmos os nossos pais! os que já partiram e os que ainda se encontram junto dos filhos e que lutam para que nada lhes falte! é um dia de carinho entre filhos e pais! a palavra Pai é uma palavra espectacular! soa como um hino...um hino de alegria! Não há pai sem mãe, nem mãe sem pai! por isso, Deus deu a Jesus um pai chamado José, homem honesto (engraçadas estas duas palavras, têm o mesmo prefixo). Um dia quando São José foi chamado para a terra dos justos, Jesus chorando perguntou a sua Mãe: "- Por que motivo Deus me levou a pessoa de quem Eu mais gostava? Maria, respondeu-Lhe: - um dia saberás! " É realmente difícil de perceber! mas acabamos por entender... Um pai, nunca nos deixa completamente! só fica distante... faz parte da vida! Meu pai, sei que estás aqui! a ver-me escrever. Tenho um cravo especial, feito por mim! para te oferecer! (o teu sorriso chegou-me agora, num raio de Sol). Obrigada pai.