Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Missão cumprida

09 mar, 2018 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Ao Viktória falta dimensão para poder aspirar a chegar numa competição europeia. Já o Sporting não necessita de acrescentar mais nada para justificar, inclusivé, estar na final e vencê-la.

Sem ter realizado uma exibição de grande qualidade o Sporting Clube de Portugal jogou o suficiente para justificar a vitória obtida frente ao Viktória Plezèn e assim abrir caminho para os quartos-de-final da Liga Europa.

É verdade que ainda terá de defrontar o mesmo adversário daqui por uma semana na República Checa, não deixa de ser importante o facto de não pode contar com dois elementos preponderantes na equipa, Coates e William Carvalho, mas há que reconhecer a diferença que ficou à vista no desafio de Alvalade e que pode voltar a manifestar-se no terreno do adversário.

Como ficou à vista de todos, ao Viktória falta dimensão para poder aspirar a chegar numa competição europeia. Já o Sporting não necessita de acrescentar mais nada para justificar, inclusivé, estar na final e vencê-la.

Assim os argumentos não lhe escasseiem devido à ausência de jogadores importantes, assim os adversários permitam medir forças, sem “condenações” antecipadas.

Virada esta página, o nosso campeonato está de volta.

E assim, amanhã, teremos já o Benfica a medir forças com o Desportivo das Aves no termo de uma semana muito agitada e ainda de consequências difíceis de avaliar.

Os avenses vêm de uma séria de cinco jornadas sem derrotas e, sob o comando de José Mota, tem sido visível a subida do seu rendimento.

No domingo, o Futebol Clube do Porto desloca-se a Paços de Ferreira, um terreno difícil onde o espera uma equipa colocada abaixo da linha de água, mas que ainda há poucos dias foi capaz de produzir uma excelente exibição frente ao Benfica, a ponto de apenas sucumbir quando a resistência física de uma grande parte dos seu jogadores entrou em queda.

Finalmente, na segunda-feira, mais uma prova de fogo para o Sporting na cidade transmontana de Chaves. A espreitar para o quinto lugar, do qual está apenas a um ponto, o Desportivo tudo fará para repetir o que de bom tem produzido quando defronta os leões da capital.

E estes que se cuidem pois têm o Sporting de Braga à perna, apenas a quatro pontos de distância, e com muita vontade de também entrar na luta por um lugar no pódio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • J. Fernandes
    12 mar, 2018 Sabugal 11:20
    Procurei e não encontrei!! Onde está a opinião de R. Cristóvão sobre o processo e-toupeira?!!
  • Legionário
    09 mar, 2018 lisboa 11:18
    epá isto é mesmo Ribeiro Cristovão a falar sobre o sporting??! Upa upa como as coisas mudam... costuma-se dizer que: "Quando a fartura é muita o pobre estranha..."
  • Manuel Vila Pouca
    09 mar, 2018 Porto 11:08
    Adoro a forma como o Ti Tone Ribeiro Cristóvão passa ao lado dos acontecimentos gravíssimos que estão aí. Que diferença em relação a quando eram outros os maus da fita...