Nota de Abertura
A+ / A-

Padre Dâmaso Lambers apaixonado por um Jesus “fantástico”

23 fev, 2018 • Opinião de Nota de Abertura


Viveu sempre agradecido pelo dom da vida e da vocação sacerdotal.

Pediu que na sua missa de corpo presente houvesse cânticos de ação de graças — pois viveu sempre agradecido pelo dom da vida e da vocação sacerdotal.

A memória do padre Dâmaso Lambers deve, por isso, ser escrita a esta luz: sublinhando o seu apostolado na e através da Rádio Renascença, o seu amor aos Cursilhos de Cristandade e às missões populares, o seu serviço aos presos — tanto na cadeia como no apoio à sua reinserção social, oficialmente distinguido.

Holandês de nascimento, escolheu ser português, amando este país e a sua gente.

Entusiasmado, dizia-se padre e homem feliz, apaixonado por um Jesus “fantástico”.

Agora, de olhar desembaciado, já sabe o que, pela fé, acreditava.

Na Emissora Católica dizemos: “Obrigado, padre Dâmaso”!

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.