O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias. De segunda a sexta às 05h40, 14h30 e 21h10 com reposição ao fim-de-semana.
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Apostas desportivas - 09/02/2018
O Mundo em Três Dimensões - Apostas desportivas - 09/02/2018
O Mundo em Três Dimensões

Futebol gera 340 milhões em apostas por jornada

09 fev, 2018 • André Rodrigues , Paulo Teixeira (sonorização)


O futebol é um ritual de fim de semana que mobiliza milhares de portugueses. E milhões de euros em apostas. Só a I Liga totaliza 288 milhões.

Aí está mais uma jornada de emoções nos estádios, nos sofás de muitas salas de casa onde não se perde um minuto dos grandes confrontos, no seu carro pela rádio, que o faz vibrar de emoção em cada relato.

Sim, o futebol é esse ritual de fim de semana que mobiliza milhares de portugueses. E milhões de euros em apostas.

340. É a média movimentada em apostas a cada jornada do futebol profissional português.

O número é avançado num artigo recente do Diário de Notícias.

E estamos a falar de tanto dinheiro que chega até a gerar preocupação.

Porque tantos milhões acabam por abrir a porta aos grupos organizados de ‘match-fixing’, ou seja, pessoas que apostam tanto em determinado resultado que levam a que a verdade desportiva acabe por ser adulterada.

Por via de subornos a diversos agentes desportivos, que podem ser jogadores, treinadores, dirigentes ou árbitros.

O principal campeonato de futebol gera um movimento que pode chegar aos 288 milhões de euros em apostas.

E só nas partidas entre os chamados três grandes (FC Porto, Benfica e Sporting), o montante pode chegar aos 100 milhões por partida.

Uma autêntica loucura.

Principalmente a avaliar pela discrepância do volume de apostas em jogos da II Liga. 10 partidas por jornada, cada uma delas a gerar um movimento de cinco milhões.

Ou seja, por semana, o segundo campeonato português rende 50 milhões, entre Placard e outras casas de apostas online.

E vem isto a propósito de viciação de resultados, no âmbito do processo Jogo Duplo.

27 envolvidos. Entre atletas e dirigentes de Leixões, Oliveirense e Oriental de Lisboa. E ainda empresários suspeitos de associação criminosa, corrupção activa e passiva e apostas fraudulentas.

O inicio do julgamento está marcado para 22 de fevereiro.

Mas este não é caso único. No final do ano passado 2017, quatro jogadores do Rio Ave foram constituídos arguidos.

Em causa uma investigação para apurar se receberam dinheiro para perder o jogo com o Feirense, da 20.ª jornada da época 2016/17.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.