O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

A+ / A-

Trinca de Ases: Gal Costa, Nando Reis e Gilberto Gil em Portugal


Três poetas da canção em três concertos inéditos no nosso país

Nando Reis, Gal Costa e Gilberto Gil formam o ‘Trinca de Ases’ e estreiam-se em Portugal com três concertos inéditos em Lisboa e Porto.

Dias 9 e 10 de Março no Campo Pequeno, em Lisboa, e dia 11 de Março, no Coliseu Porto, assista a três espectáculos onde vai poder ouvir músicas inéditas do grupo e, claro, muitos sucessos destes “três poetas da canção“.

“Trinca de Ases” é o nome da música inédita de Gilberto Gil que batizou este trio. São “Três mosqueteiros, três patetas, três poetas da canção”, como descritos no verso da canção, que se juntaram não só para celebrar a história de cada um, mas também os novos temas que nasceram deste feliz encontro.

Segundo a organização do espectáculo, este “projecto musical nasceu em 2016 como uma homenagem ao centenário de Ulysses Guimarães (um dos principais opositores à ditadura militar brasileira), idealizado pelo jornalista brasileiro Jorge Bastos Moreno, nasceu apenas com as vozes do trio e os violões.

Deste encontro nasce um espetáculo intimista que ganhou uma nova cara e também encorpou, houve um identificação musical e uma química que funcionou entre os três artistas. Depois de se estrear em São Paulo e Rio de Janeiro em Agosto de 2017, foram várias as cidades por onde passou, chega finalmente a Portugal em Março para três concertos inéditos com um repertório de músicas inéditas e sucessos.”

“Trinca de Ases” em Portugal, três espectáulos com apoio Renascença que não pode mesmo perder. Os bilhetes já estão à venda nos locais habituais e em https://ticketline.sapo.pt/

Informações:

9 e 10 de Março, Campo Pequeno, em Lisboa, às 22h. Bilhetes entre 40€ a 80€.

11 de Março, no Coliseu Porto, às 21h. Bilhetes entre 25€ a 80€.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.