Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Uma boa notícia

07 dez, 2017 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Pela décima-quarta vez, o FCPorto ultrapassa a fase de grupos da Champions, sendo agora natural que o nível de exigência suba em flecha.

Rompendo várias barreiras, erguidas num começo de temporada algo titubeante, o Futebol Clube do Porto mantém-se na Liga dos Campeões Europeus ao mesmo tempo que lidera a principal Liga portuguesa.

Estão assim a desfazer-se as dúvidas suscitadas há alguns meses, quando se questionava o plantel portista, mais em quantidade do que em quantidade, e a sua capacidade para resistir em todas as frentes.

Pela décima-quarta vez, o FCPorto ultrapassa a fase de grupos da Champions, sendo agora natural que o nível de exigência suba em flecha.

Do lote de possíveis adversários é caso para dizer “venha o diabo e escolha”, porque há li uma carrada de equipas de grande nível, a maioria dos quais apontando na direcção da final, onde só dois poderão chegar.

Mais do que construir ideias marcadas pela preocupação de encontrar um “tubarão” do futebol europeu, é justo realçar a boa carreira dos portistas num grupo onde, por sinal, nem se adivinhavam grandes facilidades.

Adversários oriundos da Turquia, Alemanha e França justificavam a adopção de todas as cautelas.

O FCPorto terminou a série de seis jogos a quatro pontos do líder Besiktas, mas chamou a si o título de ataque mais eficaz, com quinze golos marcados em seis desafios, o que se transforma na excelente média de 2,5 tentos por desafio. Conseguir esta marca na principal competição europeia de clubes é um feito que também contribui para a boa notícia que nesta quarta-feira chegou a todos os lares.

Hoje, o Sporting de Braga também vai consagrar a sua saída com êxito da fase de grupos da Liga Europa, com festa marcada para Istambul. Já o Vitória de Guimarães, apenas pode sonhar.

Um sonho que tem grande tendência em se transformar em pesadelo.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.