O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Meditando, 7 de dezembro

7 de dezembro de 2015 • Maria Teresa Frazão


Nesta segunda feira de Advento
Fizemos memória do Teu servo Ambrósio.
Para estas luzes que não brilham,
Para as palavras e os gestos
Que com tanta tibieza Te anunciam,
Pedimos-Te, Senhor Jesus,
A firmeza dos seus passos
Dá-nos a ousadia profética de como ele afirmarmos,
No dom da vida partilhada
Que de nosso, nada temos
E que ao pobre nada damos,
Porque a terra é a todos que pertence.
Concede-nos também,
Como a ele concedeste,
A compaixão pelo que peca
E o dom da unidade.
Nesta marcha de Advento,
Rezamos com Santo Ambrósio:
Ao Cristo e ao Pai, ao Espírito que procede de ambos:
«Conserva, ó Trindade omnipotente,
Sempre unidos
Aqueles que a Ti oram.»

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Eurico M S Lidónio
    28 jan, 2016 Aveiro 10:03
    Muito bom dia. É também com pena que vejo este espaço de divulgação orante desactualizado. Dado que a rubrica continua a ser incluída no horário da emissão, haverá alguma razão para que não seja transcrita? É recorrente ouvir na emissão este espaço. Por vezes ficam determinadas palavras a ecoar no ouvido que nos fazem querer mais...e é isso que me faz ler e interiorizar! Contudo, agradeço ao longo do tempo a disponibilidade online desta rubrica. Um bem-haja a todos e obrigado pelo vosso excelente trabalho
  • Manuel M A Mendes
    04 jan, 2016 Lisboa 13:15
    É com alguma pena que tenho visto que este espaço de oração não tem tido a atualização que é habitual. Como sou frequentador diário dos vossos espaços de oração, fica aqui o meu lamento. Bem hajam pelo vosso trabalho. Próspero ano novo.