O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias. De segunda a sexta às 05h40, 14h30 e 21h10 com reposição ao fim-de-semana.
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões

Há mais portugueses que casam depois dos 75 anos

29 mai, 2017 • André Rodrigues , Paulo Teixeira (sonorização)


De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, em quase 32 mil matrimónios celebrados no ano passado, 375 são de pessoas acima dos 75 anos. Um aumento em relação a 2015: nesse ano, foram 337.

Enquanto há vida, há tempo. E o amor não escolhe idades.

Dos 319 homens que casaram depois dos 75 anos, 235 fizeram-no com mulheres mais novas. E há quatro casos em que a diferença chega aos 40 anos.

No entanto, de acordo com o INE, o intervalo médio mais frequente é o das mulheres entre 60 e os 69 anos: há 116 matrimónios celebrados com homens pelo menos 15 anos mais velhos. E isso sugere que a proximidade de grupos etários não tem mesmo nada a ver na hora de escolher a cara metade.

Em 2016, celebraram-se 84 casamentos de mulheres a partir dos 70 que casaram com homens de 75 ou mais anos.

Duas em cada três mulheres que no ano passado casaram depois dos 75 anos, fizeram-no com homens da mesma faixa etária.

Mas há um caso em que o marido era 20 anos mais novo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.