O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Haja festa

26 mai, 2017 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Vamos ter um Benfica de peito cheio, campeão nacional e ávido por fazer a dobradinha, do outro podemos contar com um Guimarães cheio de confiança a culminar uma época de grande qualidade.

A época futebolística encerra todos os anos, invariavelmente, com a final da Taça de Portugal, felizmente mantida no estádio nacional, no vale do Jamor, não obstante algumas vozes que ciclicamente se fazem ouvir no sentido de tentar alterar o local do palco de tão importante acontecimento.

Depois de uma longa fase de apuramento, por cujo crivo passaram clubes de todos os escalões do futebol nacional, o que faz sempre desta a competição mais democrática de todo o calendário, vamos ter Vitória de Guimarães e Benfica na disputa de uma das taças mais desejadas.

Enquanto o Benfica detém o mais rico historial de participações e vitórias na Taça, com um total de 25 vitórias, Guimarães apenas festejou uma vez essa conquista, tendo no entanto participado em mais cinco finais, a primeira das quais na temporada de 1941-42, quando perdeu com o Belenenses por 2-0.

Convém, e é justo recordar ainda que os vimaranenses tiveram uma mais recente presença no Jamor, em Maio de 2013.

Nessa altura fizeram frente ao Benfica, de Jorge Jesus, e sob o comando de Rui Vitória venceram por 2-1.

Todos nos lembramos desse jogo, marcado por cenas várias, das quais o envolvimento de Jesus e o avançado Cardozo, ficou como a mais saliente.

Desta feita, as circunstâncias não são diferentes: se de um lado vamos ter um Benfica de peito cheio, campeão nacional e ávido por fazer a dobradinha, do outro podemos contar com um Vitória de Guimarães cheio de confiança a culminar uma época de grande qualidade com um quinto lugar no campeonato de Liga.

Por tudo isto será ousado avançar com um favorito. É que há trunfos importantes que ambos não deixarão de colocar em jogo, e esgrimir argumentos que podem ajudar a construir o triunfo final.

No dia em que se estreia em Portugal a utilização do vídeo-árbitro, o que mais se deseja, acima de tudo, é que haja festa no Jamor, sem casos e sem incidentes.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • manuel gomes
    26 mai, 2017 11:17
    Domingo quem ganha é o Vitoria. O Huguinho Pinóquio irá fazer tudo o que está ao seu alcance. Até nisto se vê a Mafia que impera no futebol tuga. Coitado do Pedro Martins e Cª, vão ser espoliados ao máximo. Ah! esquecia-me de esclarecer a minha primeira frase, aqui vai o esclarecimento, quem ganha é o Rui Vitória
  • De Cabeça
    26 mai, 2017 lisboa 09:16
    Em 2013 o Benfica não aparecia de peito cheio. Tinha perdido o campeonato para o Porto ao minuto 92, tinha perdido 4 dias antes a final da Liga Europa para o Chelsea (minuto 92) e era uma equipa completamente rebentada fisica e animicamente. Não entendo como é que um jornalista experiente consegue encontrar algum paralelismo entre as duas situações. Por outro lado, estranho a utilização da expressão "de peito feito" por conter uma conotação de sobranceria na atitude do Benfica. Nada mais falso, pois o discurso de Rui Vitória (partilhado pelos Benfiquistas) é de respeito pelo jogo e pelo adversário, com uma clara mensagem de que a final da taça é bem diferente do campeonato. Ribeiro Cristóvão peca por não saber conter a caneta verde. Está a preparar o título da próxima crónica "Águia de peito feito acaba vergada" ? .. mas olhe que o seu desejo pode não passar disso mesmo.