O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Jornada dura

23 fev, 2018 • Opinião de Ribeiro Cristovão


O Porto vai certamente “passar as do Algarve” frente à qualificada equipa do Portimonense, enquanto o Benfica corre o risco de regressar de Paços de Ferreira com a mobília estraçalhada.

Neste fim-de-semana, duas equipas pertencentes ao trio da frente vão ter pela frente trabalho intenso e dificuldades de monta.

O Futebol Clube do Porto vai certamente “passar as do Algarve” frente à qualificada equipa do Portimonense, enquanto o Sport Lisboa e Benfica corre o risco de regressar de Paços de Ferreira com a mobília estraçalhada.

Em situação mais cómoda estão os dragões: seguem na dianteira, isolados, com cinco pontos de avanço e, mesmo que o seu regresso à Invicta decorra de maneira taciturna, essa bandeira não será arreada.

No entanto, a demonstração de força feita nos tempos mais recentes pelos comandados de Sérgio Conceição não faz baixar o optimismo dos adeptos do clube nortenho.

E, se ainda havia “clientes” à espera de um desaire na Amoreira, frente ao Estoril, esses ficaram cientes de que a disposição do FCPorto não cede, e assim se prepara para prosseguir na sua luta.

Já o Benfica está perante uma situação mais delicada. É que não é apenas a diferença pontual que o separa do líder da tabela que o atormenta, mas também a possibilidade de ver ainda mais dilatada essa margem.

Apesar disso, Rui Vitória tem as suas “tropas” mobilizadas e certamente em condições de poder sair incólumes da Mata Real.

Porém, tal como no caso do FCPorto em Portimão, o Benfica pode contar em Paços de Ferreira com forte oposição do primeiro ao último minuto.

Para lá do fim-de-semana, o Sporting recebe na segunda-feira o Moreirense.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.