O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Vamos a contas

21 nov, 2017 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Nesta terça-feira tem início um ciclo importante, decisivo mesmo em alguns casos, nas competições europeias de futebol.

Hoje mesmo, o Futebol Clube do Porto abre as hostilidades no difícil terreno do Besiktas, onde se lhe adivinha tarefa basto complicada.

Não é apenas o facto de os dragões jogarem em terreno alheio, mas também, e sobretudo, porque se trata de um dos estádios mais complicados da velha Europa.

Dir-se-à, e é verdade, que os portistas estão preparados para tudo, em especial porque a sua longa experiência internacional que permite vestir a couraça necessária para momentos como este. No entanto, convirá não perder de vista a ideia de que o Besiktas pode e deve ser catalogado nesta altura como a equipa mais eficaz do grupo a que pertence.

Está nas mãos dos comandados de Sérgio Conceição chamar a si a resolução deste problema.

É que, feitas as contas, até mesmo perdendo o jogo de logo à noite o Futebol Clube do Porto pode continuar a pensar na ascensão aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, ficando no entanto e nesse pressuposto dependente do que vier a acontecer no outro desafio da noite a realizar no Principado entre o Mónaco e o Leipezig.

É, portanto, natural que a jornada de hoje esteja a ser aguardada com enorme expectativa.

Quanto à noite de amanhã, também aí se centra uma grande curiosidade.

Só que as contas nos casos de Benfica e Sporting são de outra ordem, podendo ser deixadas para mais tarde.

Por agora vamos ao Besiktas-FCPorto. E para ganhar.VAMOS A CONTAS

Nesta terça-feira tem início um ciclo importante, decisivo mesmo em alguns casos, nas competições europeias de futebol.

Hoje mesmo, o Futebol Clube do Porto abre as hostilidades no difícil terreno do Besiktas, onde se lhe adivinha tarefa basto complicada.

Não é apenas o facto de os dragões jogarem em terreno alheio, mas também, e sobretudo, porque se trata de um dos estádios mais complicados da velha Europa.

Dir-se-à, e é verdade, que os portistas estão preparados para tudo, em especial porque a sua longa experiência internacional que permite vestir a couraça necessária para momentos como este. No entanto, convirá não perder de vista a ideia de que o Besiktas pode e deve ser catalogado nesta altura como a equipa mais eficaz do grupo a que pertence.

Está nas mãos dos comandados de Sérgio Conceição chamar a si a resolução deste problema.

É que, feitas as contas, até mesmo perdendo o jogo de logo à noite o Futebol Clube do Porto pode continuar a pensar na ascensão aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, ficando no entanto e nesse pressuposto dependente do que vier a acontecer no outro desafio da noite a realizar no Principado entre o Mónaco e o Leipezig.

É, portanto, natural que a jornada de hoje esteja a ser aguardada com enorme expectativa.

Quanto à noite de amanhã, também aí se centra uma grande curiosidade.

Só que as contas nos casos de Benfica e Sporting são de outra ordem, podendo ser deixadas para mais tarde.

Por agora vamos ao Besiktas-FCPorto. E para ganhar.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.