O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Princípio e Fim
A+ / A-
Arquivo
PRINCÍPIO E FIM

Música e Fé

17 out, 2016 • Ângela Roque


Victor Silva tem 41 anos, há 14 que é padre, e foi ainda no seminário que descobriu o gosto pela música. O “padre do rock” acaba de lançar um novo álbum e um vídeo clip, e prepara-se para uma tournée de concertos, a partir de Janeiro, e veio ao “Princípio e Fim” contar como concilia estas duas paixões. Falámos ainda de um porjecto musical sobre a vida de Francisco de Assis, e do espectáculo “Entre o Céu e a Terra”, um musical sobre as aparições e a mensagem de Fátima. Em destaque esteve ainda a entrevista a Henrique Pinto, da IMPOSSIBLE, a propósito do seminário sobre a pobreza dos “sem tempo”, que amanhã vai assinalar o Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza.

É padre e é músico, e acaba de lançar um novo álbum e o vídeo clip “Promessas”. Victor Silva tem 41 anos, foi ordenado sacerdote há 14. Pároco em Lamego, dá aulas de Religião e Moral em Castro d’Aire, e tem entre os alunos muitos dos seus fãs. Despertou para a música já estava no seminário, e este é o segundo projecto discográfico. O primeiro, “Palavras”, saiu em 2009, e duas das músicas fizeram parte da banda sonora de uma telenovela, o que ajudou a divulgar ainda mais o seu trabalho. O Pop Rock é o registo em que gosta de cantar e tocar. Diz que é assim que se vê como padre, e lamenta que na Igreja possa haver quem ache isso estranho.

O padre Victor veio conversar connosco sobre o seu novo álbum, e contar como concilia as duas vocações que abraçou.

Em Vila Real os “Mendigo de Deus” acabam de lançar um novo CD dedicado a São Francisco de Assis. São 12 temas originais que percorrem as etapas chave da vida deste Santo. Em Fátima, na semana da última peregrinação aniversária do ano, estreou o musical “Entre o Céu e a Terra”, um espectáculo para crentes e não crentes, com um olhar contemporâneo sobre as aparições e a mensagem de Fátima, e que é uma homenagem a todos os peregrinos. Com entrada gratuita, o musical teve este Domingo uma sessão extra, tal foi a procura do público.

Nesta última edição do programa “Princípio e Fim” esteve ainda em destaque a entrevista a Henrique Pinto. O fundador da revista CAIS, de apoio aos sem-abrigo, lançou há 2 anos a Associação IMPOSSIBLE, que luta para que a pobreza seja uma impossibilidade e um crime, e nesta segunda-feira, Dia Internacional Pela Erradicação da Pobreza, desafia os portugueses a pensarem sobre o estilo de vida que levam e o modelo de felicidade que perseguem, baseado no consumo e no crédito, que os faz escravos das dívidas. O seminário “Socorro! Estou sem Tempo” vai decorrer no Museu do Dinheiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.